Com quem será?

CasamentoPosso dizer que estou nos meus melhores dias em Nairóbi. Brasileira, 21 anos, sucesso total. Ontem, por exemplo, foram dois pedidos de casamento. EPA PERA! What? Pois é, tô pensando em ficar.

Os quenianos têm um jeitinho especial de abordar as garotas por aí: chegam logo te agarrando, passando a mão e não querem saber de nada. Eu, estressada como sou com essas coisas, amei e já dei muito grito por aqui. Outro dia fomos a um bar da cidade para a despedida de duas pessoas que estavam trabalhando comigo e um cara grudou em mim elogiando o batom, o formato da boca e o resto eu nem lembro pois estava tentando ignorar. Tentei desguiar educadamente, até que ele agarrou minha cintura e soltei o belo grito de “não toca em mim”. Não é frescura, mas sai, nem dei intimidade. Nesse momento começou a farsa super divertida que agora sempre me acompanha.

Quem me conhece sabe que sempre usei uma aliança da mamãe no indicador. Já usei o truque em Manaus e agora ele só tá me ajudando no Quênia: quando vem um cara chato, a aliança muda de dedo e viro uma senhora casada. Já usei com uns cinco chatos em duas noites. Não que todos respeitem muito, mas pelo menos justifica quando sou grossa. Ah, teve um que disse “mas você é brasileira” como se a minha nacionalidade fosse mudar a questão da fidelidade com o marido. Precisamos melhorar a imagem desse país, viu?! Enfim, em meio à tanta delicadeza no approach, ontem amanheci iluminada e, pelo que parece, com o óleo da bota (pra quem não é amazonense, segue a explicação no link) que não lembro de ter usado e vieram dois pedidos de casamento!

Cheguei na escola atrasada, graças ao belo trânsito de Nairóbi, e apliquei prova para os alunos. Depois disso, fui para a sala dos professores corrigir as avaliações quando chega meu primeiro Romeu. Queniano, professor da escola que vive gritando com os alunos (o que me irrita profundamente), ele me perguntou quando vou voltar para o Brasil. Ok, pergunta normal, respondi. Ele me questionou então sobre a possibilidade d’eu comprar uma passagem pra ele, papai nos dar um terreno e fazermos vários filhos em uma vida feliz no nosso puxadinho brasileiro. Agradeci a proposta e disse que não ia dar. Segundo ele, nossos filhos seriam lindos: nem negros nem brancos, já que a mistura dos dois ia formar um moreno claro, com o meu cabelo lisinho (hihi) e bem magros (ow mano, tinha que ver como eu era bola antes de vir pra cá!). Apesar do não, ele disse que o convite continua de pé. Vou pensar mais a respeito.

Saí da escola com a maior fome do mundo e decidi parar pra comer algo antes de vir pra casa. Sentei sozinha na mesa do restaurante e chega um senhor de no mínimo 60 anos, com os cabelos em um loiro mais branco que o da Xuxa, pra conversar comigo. Como a maioria das pessoas aqui são negras, é muito comum todo mzungu falar com o outro por aí e, poxa, saudade de conversar com velhinhos bacanas. Papo vai, papo vem, ele me contou que vive há 24 anos em Nairóbi e volta mês que vem pra Grécia, onde nasceu. O senhor, que não entendi o nome por nada e fiquei com vergonha de pedir pra repetir mais uma vez, falou de como sente saudade da Grécia e das DUZENTAS ilhas que tem lá. A vida é assim: uma hora um te pede passagem e terreno, outra chega um com duzentas ilhas.

Várias tentativas de pegar meu telefone depois, repetindo que eu poderia viver em uma ilha grega, o bichinho desistiu da ideia de me isolar do mundo e disse que eu poderia ser filha dele. Pensei mais em neta, mas ok. O trabalho tem sido tanto aqui que meu único relacionamento sério deve ser com ele (fique feliz, mãe). Por enquanto, aceito mais ideias de como me livrar dos caras chatos porque não sei até quando vão cair no papo do casamento.

PS: Não, eu não caí no papo de que o cara é dono de 200 ilhas.
PPS: Adoraria postar mais e muita gente tem reclamado da frequência, mas estamos enfrentando muitos apagões por esses dias e quando tenho internet ainda preciso dividir o tempo entre amigos, família, estudos e etc. 😦

Anúncios

2 comentários sobre “Com quem será?

  1. Tá boa? Hahahahaha.

    Mana, nem pensa em ficar aí antes de aproveitar a vida comigo antes! SIMANQ!
    Só tu mesmo pra viver essas aventuras hahahaha.

    Sobre a frequencia dos posts, faz que nem eu, escreve tudo no Notes e depois só copia e cola aqui. Economiza tempo 😉

    Sdds. PEIXOS!

  2. Se aí colar o papo do lesbianismo, vai em frente! Mas se prepare pra ouvir aquele: eu vou te curar disso! Rsssss
    No mais, tente resistir, sei q ta sendo difícil c essas propostas…
    Bj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s